Notícias

Notícias
21/03/2018

Carlos Batalha se reúne com Diretoria do SINDIJOR e explica polêmica envolvendo Fake News

O jornalista Carlos Batalha compareceu na tarde desta quarta-feira ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (SINDIJOR-SE), entidade classista de representação dos Jornalistas e do Jornalismo. O profissional da imprensa solicitou uma reunião com a Diretoria para explicar a polêmica em que se envolveu, quando fez comentários em relação à vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro, com base em notícias falsas publicadas nas redes sociais.
 

Carlos Batalha reconheceu que errou ao comentar no Programa TV Atalaia Entrevista um assunto com base numa notícia falsa que havia sido compartilhada por milhares de pessoas, incluindo uma desembargadora do Rio de Janeiro.
 

“Solicitei esta reunião para dar uma satisfação a minha entidade de classe jornalística sobre este episódio, que infelizmente acabei caindo nas armadilhas das redes sociais. Quero deixar claro que em nenhum momento tive a intenção de ofender a vereadora ou seus familiares. Pelo contrário, reconheço o importante trabalho social que ela desenvolvia em prol dos menos favorecidos. Fui induzido por uma notícia que estava sendo divulgada por milhares de pessoas, inclusive por uma desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Mediante o que li acabei me exaltando um pouco e falei o que não deveria ao fazer certas comparações. Quero pedir desculpas a todos que se sentiram ofendidos, mas todos sabem que minha conduta é de respeito às pessoas, principalmente às classes menos favorecidas”, explicou Carlos Batalha.
 

O jornalista adiantou ao SINDIJOR que já se reuniu com a direção do PSOL em Sergipe, partido do qual a parlamentar carioca era filiada. À Direção do partido, o profissional esclareceu os comentários e também se desculpou pelos constrangimentos.
 

“Fiz questão também de ir ao PSOL em Sergipe para mostrar a Direção do partido que não tive a intenção de ofender ninguém, muito menos uma pessoa que já não está mais entre nós. Retratei-me perante a Direção do partido e eles reconheceram que na condição de jornalista sempre me coloquei a disposição de todos os partidos, independentemente de bandeira política, que sempre abri espaços para os movimentos sociais e de direitos humanos, bem como para o movimento sindical. Fui infeliz em meu comentário, fui infeliz em não ter percebido que se tratava de uma Fake News”, salienta Carlos Batalha.
 

Para o presidente do SINDIJOR, Paulo Sousa, o jornalista demonstrou humildade ao reconhecer o erro diante das Fake News.
 

“O fato do Carlos Batalha, que é um jornalista experiente e muito conhecido em nosso Estado, ter procurado o SINDIJOR e os representantes da vereadora em Sergipe para esclarecer os fatos e admitir o equívoco cometido, é um sinal de humildade e compromisso com o bom Jornalismo que precisa ser reconhecido. Foi um equívoco que poderia ter acontecido com qualquer um de nós. Na era das redes sociais em que as pessoas divulgam qualquer coisa sem nenhum compromisso com a verdade, o jornalista faz a grande diferença. Somos nós os responsáveis por filtrar essas notícias que circulam nas redes, o que aumenta a nossa responsabilidade jornalística perante a sociedade. Explicamos isso ao Carlos Batalha e ele assimilou prontamente”, observa Paulo Sousa.
 

Além do pedido formal de desculpas junto à Direção do PSOL, bem como aos familiares, amigos e admiradores da vereadora carioca, Carlos Batalha também se comprometeu em continuar abrindo espaço para os defensores dos direitos humanos, bem como as minorias representadas por diversas entidades sociais.


A reunião no SINDIJOR contou também com a participação do vice-presidente Edmilson Brito e dos diretores Guilherme Fraga, Milton Júnior, Gilton Feitosa e Noel Lino.

Deixe seu Comentário

Ainda não há comentários, seja o primeiro a comentar.

Seu Nome:

Seu E-mail:  (Não será divulgado)

Comentários:
 
 
Rua Maruim, 767 - Centro
CEP 49010-190 - Aracaju/SE
Telefone: (79) 3043-8007
sindijor@gmail.com
CNPJ: 13.163.530/0001-00
 Código Sindical: 009421010189