Notícias

Notícias
23/04/2018

SINDIJOR denuncia torcedores "fascistas" que ameaçaram a jornalista Lilian Fonseca

Os fascistas, também do futebol, decidiram agora agredir a jornalista Lilian Fonseca, editora do Canal Ataque e repórter da TV Esporte Interativo. Motivo: simplesmente porque a jornalista afirmou ser uma vergonha a torcida do Confiança não ter ido ao Batistão prestigiar o time no Campeonato Brasileiro. Bastou isso para alguns torcedores fascistas denegrirem a imagem da profissional nas redes sociais e convocar outros torcedores a não deixá-la entrar no Batistão ou Sabino Ribeiro, numa clara demonstração de incitação à violência. Além disso, usaram palavras de baixo nível, preconceituosas e machistas para com a jornalista.

 

Esses fascistas não vão intimidar a organização jornalística, muito menos a profissional, que exerce a profissão com ética, respeito e muita responsabilidade. Na segunda-feira estaremos prestando queixa na delegacia contra esses fascistas e nos reunindo com a assessoria jurídica do SINDIJOR para adotar o remédio jurídico necessário contra essa meia dúzia de "torcedores", que não respeita as divergências de opiniões e quer impor a sua ditadura, num verdadeiro confronto com a democracia.


Boletim de Ocorrência

 

Nesta segunda-feira, o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (SINDIJOR-SE), Paulo Sousa, acompanhou a jornalista Lilian Fonseca à Delegacia, onde foi prestado queixa contra os "torcedores" fascistas, que agrediram e ameaçaram a profissional nas redes sociais. Os responsáveis responderão por seus atos criminosos.

 

 

Deixe seu Comentário

Ainda não há comentários, seja o primeiro a comentar.

Seu Nome:

Seu E-mail:  (Não será divulgado)

Comentários:
 
 
Rua Maruim, 767 - Centro
CEP 49010-190 - Aracaju/SE
Telefone: (79) 3043-8007
sindijor@gmail.com
CNPJ: 13.163.530/0001-00
 Código Sindical: 009421010189